“Aprender é a única coisa que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende”.

A frase acima é uma das minhas preferidas como um ensinamento para a vida. Se tem uma coisa que ninguém pode tirar da gente é o conhecimento. E conhecimento adquirimos por meio de muito estudo.

Sem intenção de generalizar, mas sendo realista, o Brasil aparece com frequência em pesquisas do setor ocupando a parte final da lista no ranking mundial de educação. É um dos países que mais patina em sua formação, mesmo que nossos professores e diversas instituições independentes sejam grandes exemplos na busca de melhorias.

Acredito muito não ser suficiente o conhecimento que vem até nós durante a formação escolar, até mesmo por ser falha em diferentes disciplinas, mas creio que o conhecimento mais produtivo é aquele que buscamos individualmente no aperfeiçoamento do nosso caráter pessoal e desenvolvimento profissional.

“Não importa o quão devagar você vá, desde que você não pare”.

A área da Gestão de Projetos, sendo uma disciplina de aplicação técnica referente a custos, escopos, riscos, prazos, recursos etc, exige que o profissional se aperfeiçoe continuamente nas metodologias a serem utilizadas a cada entrega – lembrando que a metodologia utilizada depende da complexidade e tipo de projeto a ser desenvolvido. Geralmente essa decisão é tomada após a reunião de brief inicial junto à equipe de trabalho.

Poderia citar muitos exemplos de livros que uso ou já usei na construção da minha grade de estudos das metodologias PMI e Scrum, mas deixo aqui o nome de um dos livros que mais me norteou na profissão: “Certificação PMP” do autor Armando Monteiro.  De leitura simples é possível assimilar a teoria com simulados para fixar o conteúdo, o que particularmente gosto bastante.

“Aquele que não luta pelo futuro que quer, deve aceitar o futuro que vier”.

Especificamente na publicidade, o curso da Cultura de Gerenciamento de Projetos para o Mercado Publicitário do Mestre GP é essencial na formação de um profissional que atue ou tem intenção de atuar nesta área em razão do formato de condução de projetos; requisitos; cases etc. E falando da minha experiência, pude participar da última edição como banca de apresentação final dos trabalhos e foi muito produtivo e gratificante presenciar quanto a instituição tem contribuído na formação de diversos colegas de profissão.

“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”.

Ou seja, conhecimento nunca é demais. Estudar e se aperfeiçoar tão pouco. A escola da vida nos forma mais do que qualquer faculdade e nos permite compartilhar o que se aprende. E isso só depende de nós, de um caderno e de uma caneta. Avante!


mgp_cultura_anuncio_face-02

Sobre o Autor

Formada em Jornalismo, trabalhou 10 anos em redações especializadas de economia e política. Como Gerente de Projetos se especializou pela FGV, na metodologia PMI. Atua na área de operações e projetos há 7 anos com passagens pelas agências África; Pereira & Odell; LDC; e Tribal Worldwide, todas do Grupo ABC. Atualmente é Gerente de Projetos da agência DPZ&T.

Você também pode curtir

Deixe um comentário