Sabemos que o ambiente corporativo é dinâmico e complexo e cada organização tem uma estrutura única. Neste contexto, o desafio do gerente de projetos é imenso. O líder do futuro precisa conhecer todas as particularidades da empresa, explorando-as da melhor forma e motivando o time.

No entanto, em um mercado altamente competitivo, que segue em contínua transformação, focar em tantos aspectos simultaneamente é, no mínimo, desafiador. Agora, mais do que antes, o líder do futuro precisa aprender a dar conta de uma série de questões que antes não estavam sob a sua gestão.

De acordo com pesquisa anual da PricewaterhouseCoopers com CEOs, temas como regulação e impostos estão entre as principais preocupações dos líderes desde 2008. Agora, outras questões como terrorismo, instabilidade política e ataques cibernéticos também geram inquietação nos gestores.

Diante de um cenário como esse, quais são as habilidades e atitudes indispensáveis do líder do futuro? É sobre isso que refletimos neste artigo. Avance na leitura e descubra o que é essencial para gerir uma equipe neste mundo novo.

#1 Construir uma narrativa

As pessoas gostam de histórias. Por isso, o líder do futuro precisa saber construir narrativas envolventes para atingir clientes, colaboradores, fornecedores e demais stakeholders.

Muito mais do que metas e números, uma história bem contada, que apresente um propósito comum a todos, convida as pessoas a se mobilizarem. Uma das atitudes indispensáveis do líder do futuro é desapegar de discursos racionais e construir boas histórias: elas têm o potencial de promover o engajamento e o protagonismo.

#2 Ver além do muro da empresa

Sempre imerso em tantas preocupações, o líder permanece focado nas demandas e problemas que envolvem a empresa. Afinal, sua prioridade é resolvê-los. Contudo, existem muitas coisas acontecendo do lado de lá do muro.

Por isso, é cada vez mais essencial que o CEO desenvolva a habilidade de olhar para a sociedade e não apenas para dentro da empresa. Uma das atitudes indispensáveis do líder do futuro é ter a capacidade de estar presente na empresa e na sociedade, gerindo o negócio com responsabilidade social.

#3 Ter e manter liderança

A essa altura, você já sabe que líder e chefe agem de maneiras bem diferentes. Comumente, o chefe é aquele que só manda, dá ordens e cobra resultados, com distanciamento e sem participação. Logo, ser chefe é mais fácil do que liderar.

No caminho oposto, o líder precisa assumir o papel de um agente de mudança. Assim, ele deve incentivar, inspirar e motivar o equipe para que todos caminhem juntos rumo ao objetivo comum.

Uma das atitudes indispensáveis do líder do futuro é ter uma conduta ética e ser referência para os demais colegas. Para ser respeitado, ele precisa ser admirado pela sua postura. Somente dessa maneira será seguido pelos profissionais. Liderança se constrói com exemplo!

#4 Resolver problemas

Por mais que você se dedique ao máximo à gestão de um projeto ou empreendimento, os problemas sempre irão existir. Cabe a você e ao seu time resolvê-los da maneira mais adequada, rápida e assertiva.

É preciso, portanto, dominar a capacidade de resolver problemas, com a ajuda e o apoio dos colaboradores, aplicando seus conhecimentos para encontrar as soluções mais eficientes.

Neste contexto, uma das atitudes indispensáveis do líder do futuro é ser capaz de utilizar o conhecimento de todos os integrantes da equipe, valorizando a contribuição de cada um. Para tanto, é fundamental manter uma comunicação alinhada e um bom clima organizacional, no qual todos possam colaborar e se ajudar.

#5 Confiar e delegar tarefas

Você pode até tentar abraçar boa parte das atividades e processos, mas com o tempo isso se torna insustentável tanto para você como também para a equipe. Além disso, ninguém evolui sozinho, não é mesmo?

Portanto, confie mais nos integrantes da equipe e aprenda a delegar tarefas sem hesitar: essa é uma das atitudes indispensáveis do líder do futuro, que ganha ainda mais relevância quando os prazos são curtos e as demandas são complexas.

Para delegar com sucesso, tenha em mente que a distribuição de tarefas deve ser feita respeitando algumas etapas, elencadas a seguir.

  1. Conheça bem a sua equipe e delegue as tarefas de acordo com o potencial de cada um;
  2. Tenha sempre um plano B ou C, afinal problemas podem acontecer na realização do projeto;
  3. Evite delegar a mesma tarefa para vários colaboradores, assim você otimiza recurso e mantém o foco do time no que realmente importa.
  4.  Ao delegar, seja específico, informando o que deve ser feito e quais os resultados e prazos esperados.
  5. Faça follow-up e verifique se o time está precisando de algum suporte e se os prazos serão atendidos.

#6 Demonstrar empatia

As pessoas são um dos maiores ativos de uma organização. Somente com a entrega, a dedicação e o comprometimento delas grandes feitos são realizados. Daí, a importância do líder saber exercer a empatia.

Desenvolver a habilidade de se colocar no lugar do outro é fundamental para que a equipe se sinta acolhida, respeitada e amparada em todos os momentos. Essa é uma das atitudes indispensáveis do líder do futuro, para manter a equipe engajada e focada no seu propósito.

Ter empatia é o melhor caminho para manter a equipe produtiva, ainda que as situações e circunstâncias vividas pelos profissionais não sejam fáceis.

#7 Abraçar a diversidade

O mundo está cada vez mais plural e o líder do futuro precisa estar aberto ao novo e ao diferente. Ter uma equipe diversa é uma das melhores maneiras de valorizar as pessoas por quem elas realmente são.

Além disso, não se trata apenas de inclusão. A empresa também sai ganhando. Quanto maior a diversidade do time, mais acentuada será a curva de inovação. Afinal, pessoas que pensam diferentes trazem um leque amplo de respostas e soluções inovadoras.

Uma das atitudes indispensáveis do líder do futuro é gostar da diversidade e investir nela. Se ele tiver restrições, terá uma equipe que pensa igual e não que se complementa.

Fórum Econômico Mundial também indica habilidades

Acompanhando o movimento de transformação digital e as mudanças no mercado e no comportamento das pessoas, o Fórum Econômico Mundial elencou as habilidades que devem ser mais requeridas dos profissionais até 2022.

Dentre as principais, vale destacar o pensamento analítico, a aprendizagem ativa, a criatividade, a originalidade, a iniciativa e a liderança. A inteligência emocional e a solução de problemas também figuram no conjunto de características em crescimento.

Contudo, é preciso um olhar crítico especialmente sobre as habilidades em declínio. Embora o estudo aponte que gestão pessoal e do tempo e escuta ativa estão em queda, na prática não é bem assim. Pelo contrário, as pessoas e o tempo continuam sendo alguns dos recursos mais valiosos do líder e da organização.

Assim, vale se basear nas habilidades mapeadas pelo Fórum para fazer a sua própria lista de atitudes indispensáveis do líder do futuro. Confira, a seguir, na imagem, todas as características apontadas pelo estudo e publicadas na fanpage O Futuro das Coisas.

 

 

Muito além da empresa, um líder acredita em uma sociedade melhor

Para Bob Moritz, presidente da PwC, as organizações devem pensar em soluções que tornem possível tanto o progresso social local como também o crescimento global. Ele acredita que um líder de sucesso deve realizar quatro tarefas indispensáveis:

  • Desenvolver objetivos além dos financeiros;
  • Incorporar novas tecnologias de forma socialmente consciente;
  • Investir em renovar a educação dos funcionários;
  • Se comprometer com propósitos relevantes para a sociedade.

Com essa postura, ele deixa de pensar exclusivamente no crescimento interno da organização. Hoje, mais do que nunca, o potencial de uma empresa é ampliado à medida que ela olha e investe também no social, contribuindo para questões relevantes que impactam na vida de todos como sustentabilidade ambiental e geração de emprego e renda.

Portanto, o líder do futuro, muito além do crescimento da empresa, visualiza como ele e seu time, juntos, podem contribuir para uma sociedade melhor.

Sobre o Autor

é Graduada em Relações Públicas com pós-graduação em Marketing e Comunicação Estratégica, vem atuando na área nos últimos 8 anos. Hoje esta à frente da estratégias de Marketing da Operand, software de gestão de projetos para equipes criativas. Apaixonada por brainstormings, livros de romance e pela natureza, está sempre buscando melhorar o seu relacionamento com o meio-ambiente.

Deixe um comentário