Trabalho remoto e os novos hábitos

Com a quarentena sem perspectiva de acabar, novos padrões de comportamento nessa nova realidade já surgem. À distância estamos tocando nossas atividades e isso tem causado um grande impacto em como nosso cérebro opera. Já notaram como ficamos exaustos ao final de um dia cheio de reuniões por vídeo-conferência?

Esse fenômeno, que já está sendo estudado, faz parte dessa “nova realidade” a qual temos que nos adaptar. O fato de não fazermos mais nossas reuniões presencialmente altera nossas relações e aumenta a carga cognitiva sob nossos cérebros. É o seguinte, para começar a cada “call” vemos nossos colegas de uma forma mais próxima, dos ombros para cima, o que nos traz uma proximidade anormal, para algumas pessoas isso pode trazer um alto nível de estresse, além disso a linguagem corporal é um fator bem importante na leitura e interpretação de nossa comunicação.

Outro componente nesse caldo é o famoso multitask, em uma reunião presencial não seria legal ficarmos no celular ou respondendo um e-mail ou outro, já em reuniões remotas é muito fácil ficarmos pulando de janelas terminando uma apresentação ou respondendo aquele e-mail urgente.

E não para por aí, o fato de não termos o recurso das mãos quando falamos como forma de expressão, as distrações externas como o ambiente atrás dos participantes da reunião, fatores em casa como a televisão, os filhos, companheiro(a), ufa! Mas como amenizar o impacto de tudo isso?

Apresento aqui algumas dicas de pesquisas que realizei para escrever esse artigo.

Faça mini-breaks

Durante o dia ou mesmo durante a reunião desvie seu olhar da tela por alguns minutos e experimente marcar reuniões de 25 e 50 minutos ao invés dos tradicionais 30 minutos e 1 hora, dando um tempo para você nesses intervalos.

Diminua o estímulo visual

Em reuniões com pessoas de fora, que temos pouca intimidade mantenha câmera fechada, isso diminui o estresse. Com pessoas do seu time ou internas, peça para que escolham um local com poucos objetos ao fundo.

Telefonema e e-mail também funcionam

Ao checar a sua agenda da semana será que de todas as reuniões marcadas será que alguma delas pode ser resolvida com um telefonema rápido ou por e-mail?

Essas dicas a princípio podem parecer difíceis de aplicar, mas aos poucos talvez ajudem a diminuir essa carga que vem sobrecarregando nosso dia-dia nesses tempos estranhos.

Depois me conta o que deu certo? Ou não? e claro, se puderem #fiqueemcasa


Oferecimento

Mantenedores

Entidades Apoiadoras