Por onde e como começar? – Artigo 3 de 3

Ficar em silêncio e perceber que a nossa mente e nosso corpo estão sobrecarregados é um empurrão para identificarmos que não estamos no nosso normal. Não parar de pensar um minuto, ficar repetindo cenas e falas diversas vezes em nossa cabeça e os momentos que deveriam ser de relaxamento, nossa mente não descansa, já que acumula tantas coisas que nos preocupam e que precisam ser resolvidas. É um sinal que precisamos de espaço.

E é por este espaço que sugiro que você comece. Criar e cultivar um espaço, um vazio, um lugar que não pode ser preenchido por mais trabalho, mais lazer e muito menos pelos pequenos prazeres (doces, salgados ou tóxicos). O espaço que não pode ser contaminado pela ansiedade da falta de tempo, pois esse espaço precisa daqueles 3 a 5 minutinhos do puro silêncio.

Mas o que fazemos com esse silêncio? NADA.

Aliás, não existe segredo.
A lógica é bem simples, o difícil é quebrar o ciclo e iniciar um novo, mesmo que este seja muito mais benéfico para nós.

Se sentimos medo, ansiedade, raiva… as nossas respostas e as nossas ações terão essa base. Vamos desenvolver respostas que deixem a gente seguro se a questão estiver recheada com o medo.

Vamos desenvolver respostas com certo teor de tensão e agressividade se estivermos com o filtro da raiva. E com o véu da ansiedade, vamos achar que o tempo está passando rápido demais ou devagar demais. Vamos entender que as coisas estão passando muito rápido ou que deveriam mesmo passar mais rápido.

E apesar desses pontos se você ainda não sentir motivado a começar pelo simples fato que você pode sentir mais bem-estar e assim ser mais benéfico para outras pessoas, posso trazer alguns benefícios mais práticos:

1. Conseguir desenvolver uma mente mais equilibrada, vai ajudar a manejar melhor suas emoções e sentimentos para que não interfira negativamente no seu dia a dia e consequentemente vai te ajudar a se arrepender menos.

2. Uma mente mais equilibrada e com suas emoções e sentimentos manejados, vai gerar uma sensação de bem-estar e você vai ter mais espaço e motivação para ajudar as outras pessoas, suas ações terão mais impactos positivos.

3. A sensação de bem-estar vai te ajudar a fazer melhores escolhas, com mais consciência e assim haverá grandes chances de você ajudar você mesmo e o planeta agradece.

4. Sua atenção ficará mais refinada. Você vai perceber melhor a situação, o estado emocional das outras pessoas e isso vai te ajudar a encontrar caminhos mais benéfico para solucionar as questões do dia a dia.

5. Suas virtudes, pontos fortes, vão consequentemente ganhar uma lente, vão expandir sem que você precise fazer um esforço para isso.

6. As dificuldades, pontos fracos ou aquilo que a gente enxergar não ser tão bom como gostaríamos serão integrados, eles não deixarão de existir, mas farão parte do todo sem rejeição e isso já basta para não ser empecilho para as nossas qualidades serem fortificadas.

7. Você vai acumular experiências mais positivas, resultados bem sucedidos e isso vai contribuir para você ser melhor gestor.

8. O processo de aprendizagem será mais natural e vamos absorver as informações utilizando o processo da experiência com mais profundidade.

9. Como consequência, ficaremos sim, mais produtivos. Vamos utilizar o nosso tempo com mais consciência, vamos conseguir passar os nossos aprendizados para o próximo com mais qualidade, vamos alcançar o melhor custo benefício com menos esforço.

10. E por último, mas não menos importante, muitas pessoas serão beneficiadas pelas ações e exemplos mais positivos. E isso vai ajudar a gerar menos conflitos, menos disputas e consequentemente a vaidade e egoísmo não terão espaço. Precisamos de mais generosidade e compaixão ocupando esses lugares.

E se você não entendeu, aqui vai a resposta mais direta. Quer saber por onde começar? E deseja resultados de longo prazo, consistente e que beneficie você e a todos ao seu redor? Comece pela meditação.

Importante: todos os textos foram baseados em minha experiência, experiência de outras pessoas que acompanho e também pela leitura de diversos livros que inclusive contém embasamento científico.

Mas para não ficar aqui listando uma série de livros, vou indicar um documentário: A Revolução Altruísta. Só encontrei no Google Play para alugar ou comprar. Vale muito a pena!

Chegamos ao fim da série de artigos Cultivo do equilíbrio emocional nas organizações. Se você não leu os anteriores veja agora o Artigo 01 e o Artigo 02.

CONVITE:
Fica o convite para o conteúdo especial que teremos, um webinar comigo, Karen Hada, abordando os 03 artigos com comentários e aprofundamentos em alguns temas. O webinar será lançado em breve, acompanhe as redes sociais e portal do Instituto Mestre GP para participar. Será totalmente GRATUITO! Em breve as inscrições serão abertas.


Oferecimento

Mantenedores

Entidades Apoiadoras