Falar e estudar sobre estratégia de Branding é imprescindível para quem de fato visa gerar reconhecimento e valor para o produto/negócio. Não adianta tentar evitar, o Branding vai estar diretamente relacionado ao alcance, sucesso e lembrança da marca.

Faça esse rápido exercício mental: quando você pensa em uma cerveja, qual marca vem à sua mente? E que tal um… refrigerante? Com certeza você associou o produto com alguma marca. Quando a estratégia de branding é eficiente, conseguimos facilmente identificar o pertencimento da marca no seu ramo.

Podemos ir um pouco além, há casos em que a gestão de marca se fez tão eficaz, que não conseguimos dissociar o nome da marca com o produto. Por exemplo, Cotonete, Band-aid, Chiclets, todos esses “produtos”, na verdade se tratam da marca e não o produto em si. É o melhor cenário de uma Gestão de Marca bem executada.

É normal que muitas dúvidas surjam nesse caminho, mas é essencial entendermos primordialmente todo o seu conceito e tudo que o engloba uma estratégia de branding eficiente.

Quer entender tudo sobre estratégia de branding? Continue a leitura! 🙂

 

Branding x Marca

Não podemos falar de branding sem antes diferenciar esses termos.. É uma dúvida muito recorrente até mesmo para profissionais da área. Mas não se preocupe, vamos te ajudar a entender e diferenciá-los.

 

O que é uma Marca?

Muitos podem associar a marca como sendo um logo e, de fato, não está errado se for do ponto de vista de design. Contudo, na visão de profissionais de Marketing, marca é todo o conjunto de coisas que representam, anunciam e rodeiam o seu produto/negócio. Ou seja, é muito mais que apenas um logotipo.

De acordo com a citação de Walter Landor, produtos são feitos em fábricas, mas marcas se constroem na mente. E é essa a principal essência de uma marca. A marca é um processo individual, que se baseia na interpretação que o mercado/produto gera no consumidor. Por se tratar de um fator externo, é indispensável o entendimento de que não podemos controlar a percepção de um indivíduo.

A marca é o que diferencia os produtos dos demais, é a sua impressão no negócio. Mas, o que faz escolhermos um produto é o branding.

 

O que é o Branding?

Antes de tudo, branding é igual a Gestão de Marca. Pode ser definido também como um trabalho de posicionamento estratégico da marca. É um trabalho contínuo e que deve acompanhar as mudanças, ou seja, é uma gestão always on. Normalmente, o branding é construído na criação de uma marca ou reposicionamento da mesma.

A estratégia de branding, torna possível trabalhar a percepção que queremos repassar para o mercado/consumidor com os nossos propósitos, valores e características. Ou seja, é a construção de um relacionamento com os consumidores, visando aumentar a percepção da marca em relação aos mesmos.

De acordo com Jef Bezos, CEO da Amazon “branding é o que as pessoas falam sobre você enquanto você não está na sala”. É uma boa forma para saber como está o branding da sua marca. Nele, o foco é conseguir um alcance positivo da marca. Se a percepção dos seus consumidores for majoritariamente negativa, está na hora de repensar o seu posicionamento.

Agora que você já entendeu o básico sobre branding e marca, é hora de ver na prática tudo sobre a estratégia de branding.

 

Qual a importância do branding e seus benefícios?

Com o aumento progressivo da competitividade do mercado, as marcas tendem a procurar alternativas para se destacarem e criar diferenciais em relação a outras marcas que possuem o mesmo produto ou que são concorrentes.

 

Benefícios da estratégia de branding

  1. Associação com o Nicho de mercado: uma marca forte ajuda no posicionamento do produto/negócio com o nicho.
  2. Presença na mente da audiência: permite uma fácil associação da marca com o produto. Como Nescau, Coca Cola, Bombril e etc…
  3. Capacidade de aumentar o reconhecimento de marca: uma marca não precisa estar 100% para ser reconhecida, como dois arcos amarelos podem ser reconhecidos como Mc Donalds.
  4. Valor agregado: já ouviu aquela frase “eu paguei mais caro mas é de marca?” É sobre isso que se trata o valor agregado da marca.
  5. Clientes promotores e leais: Talvez até você seja um cliente leal e promotor de alguma marca, onde indica, defende o produto e apenas usa essa marca. Tudo isso é sobre a influência de um bom branding.

 

Tríade da gestão de marca

Mais do que entender o que é a gestão de uma marca, é ter com clareza qual o propósito, promessa e características que você quer transmitir da sua marca. Para a estratégia de branding, é um passo crucial a ser executado, pois é através dele que conseguimos ter a visualização de como queremos nos posicionar e comunicar.

 

Propósito

O propósito é o objetivo da empresa. Por que ela existe? Por qual motivo foi criada? É semelhante com a Missão. Aqui na Operand, temos o nosso propósito de marca muito claro que é “Empowering Creative Teams” que é empoderar equipes criativas para gerir seus projetos com total controle.

 

Promessa da Marca

A promessa da marca é o que fazemos e falamos para tornar o propósito real. Se o propósito da Operand é empoderar equipes, a forma que vamos tornar esse cenário real é gerando soluções para as equipes.

Ou seja, se trata sobre a forma/trajeto que a sua empresa/produto vai traçar para tornar o propósito mais real e tangível.

 

Característica da Marca

Trate a sua marca como uma pessoa, onde possui características e valores. As características são os princípios e que de forma alguma se tem a intenção de “feri-los”. É importante estabelecer com clareza os adjetivos da marca, pois eles que fazem a personalidade da mesma. É o que torna a marca mais “humana”.

 

Branding e Identidade visual

Depois de entender os princípios de construção da marca, se torna mais fácil escolher ou adaptar identidade visual. O ser humano é extremamente visual, por isso, construir uma identidade visual forte e que chame a atenção é extremamente importante para fazer o branding eficaz e mais memorável.

 

Identidade visual

Identidade visual é todo os símbolos, signos, fontes, cores e entre outros artefatos que serão a representação gráfica da marca. Se você não é um designer ou um profissional da área, contrate um para elaborar uma identidade coesa com os valores da sua marca.

Não subestime a Identidade visual, é através dela que conseguimos identificar empresas visualmente, seja pelas cores, ícones e etc…

 

Como a marca se comunica

Ok, até aqui vimos quase tudo que engloba uma gestão de marca, mas… E como ela se comunica? O que é voz e o que é tom de marca? Vamos lá!

 

Tom, voz e personalidade da marca

Lembra dos adjetivos da marca? Eles vão ajudar no momento de definir uma voz. Como a sua marca vai se comunicar? Ela é descontraída? Objetiva? Seja qual for, é importante dizer que a voz da marca é imutável, pois está diretamente relacionada às características da sua marca, como se fosse a “índole”. Já o tom, ele é adaptável de acordo com o canal e público-alvo que será comunicado.

 

Conteúdo

Quando se fala em geração de valor e reconhecimento, não tem como deixar de fora os conteúdos relevantes. Os conteúdos auxiliam muito no alcance e Reconhecimento de Marca, pois oferecem conteúdos ricos que proporcionam ao público uma associação diferente de apenas ramo e produto.

Vise sempre construir uma relação de entrega de valor para o seu público. É uma etapa muito importante para construção de clientes promotores! 🙂

Sobre o Autor

é estudante de Publicidade e Propaganda, apaixonada pelo universo do Marketing Digital e do Design Gráfico. Atualmente, estagia na Operand com atuação no Marketing Digital. Gosta de compartilhar conhecimentos e sobretudo escrever sobre eles. Assistir documentários, animações e jogar baralho são os seus maiores Hobbies.

Você também pode curtir

Deixe um comentário