Transição para carreira de Gestão de Projetos: por onde começar?

Fazer uma transição de carreira parece complexo. Eu fiz e faria de novo.

Este ano completo 20 anos de profissão entre Jornalismo e Gestão de Projetos no mercado publicitário e marketing. Considero essa mudança uma das mais significativas da minha vida, e por isso divido aqui minha experiência pessoal a quem está pensando em fazer também essa transição ou iniciar a carreira de Gerenciamento de Projetos como opção primária.

Culturalmente somos treinados a escolher nossas profissões antes mesmo de terminar o ensino médio, por volta de 15 – 16 anos.

A faculdade escolhida norteia a profissão que vamos seguir, seja por referência da família, influência dos amigos, ou qualquer outro motivo que nos leve a uma escolha mesmo sem antes sabermos se de fato aquela é a nossa área de aptidão.

Há profissionais que começam cedo na carreira escolhida e que seguem essa jornada sem muitas mudanças, mas aprimorando o conhecimento adquirido ao longo da profissão. Há outros que desejam novos ares e aproveitam do nosso mercado que também vive em constante mudança para encontrar novas oportunidades. 

Eu acredito que a educação e conhecimento teórico vem antes da aplicação prática. Por isso, no meu caso abracei livros, cursos pagos, gratuitos, workshops e longos bate papos com pessoas experientes da área, como porto seguro dessa decisão de mudança.

Se eu pudesse dar um meu conselho seria esse: comece estudando. Há inúmeras fontes de conhecimento, como os cursos do Instituto Mestre GP, que ensina os pilares de Gestão associados a metodologias mais recorrentes no mercado: PMP, Scrum, Agile, Lean, etc. Essa base teórica que visa eficiência de pequenos ou grandes projetos torna a prática mais segura.

Se eu me arrependo da decisão de trocar de profissão? De forma alguma. Não é uma decisão simples, e nem acho que trocar é a palavra certa, mas sim agregar. Todas as experiências são válidas e ajudam a formar um profissional completo dentro da área de interesse.

O Jornalismo é a minha essência, Gestão de Projetos é a minha paixão, ambos me proporcionam seguir por um caminho que eu acredito muito: ninguém faz nada sozinho, e trabalhar em equipe te faz crescer não só como profissional, mas também como pessoa. A troca de experiência entre perfis vale uma bela faculdade. É assim que formamos e deixamos legado pelo mercado, contribuindo para mudanças e agregando aprendizados.


Oferecimento

Mantenedores

Entidades Apoiadoras