Sem dúvidas, medir a produtividade é um grande desafio dos gestores atualmente. Se você deseja adotar ações que façam o seu negócio crescer, é inevitável não pensar e começar a considerar formas de aumentar e mensurar a produtividade.

Certamente, um gestor produtivo precisa ter em mente que acompanhamento e mensuração são fundamentais para o sucesso de um negócio.

Mas, como, afinal, medir a produtividade da equipe e conseguir engajar todos em busca de um objetivo comum para que trabalhem nas atividades que resolvam as demandas da sua empresa de forma ágil?

Pensando nisso, decidimos elencar ferramentas que podem te ajudar a medir a produtividade da equipe. Quer ver?

 

#1 Comunicação Interna

Sem ter uma boa comunicação entre a equipe e os demais setores da empresa, suas estratégias dificilmente alcançarão os resultados que você deseja. Um colaborador sem a informação necessária nunca será produtivo, isso porque, falta para ele os dados necessários para realizar seu trabalho, o que acarreta em desmotivação. Tais problemas podem ser resolvidos ou minimizados se você adotar práticas que melhorem a comunicação interna.

Tal ferramenta é importantíssima para gestores que sabem que necessitam de profissionais engajados para atingir seus objetivos.

 

#2 Pauta Kanban

A Toyota desenvolveu o método Kanban — palavra japonesa para “cartão”. Logo, o método visa tornar a gestão de projetos mais simples e abrangente. Tudo isso com o objetivo de facilitar o gerenciamento de equipes e recursos para os gerentes.

O Kanban é formado por um quadro dividido em várias colunas, que representam os estágios de execução de uma tarefa. São status geralmente comuns:

  • Em planejamento;
  • Em produção;
  • Em revisão;
  • Entregue ao cliente

Em cada coluna, são incluídos cartões (post-its, na maioria das vezes), com cores e tamanhos diferentes, que indicam as tarefas que precisam ser feitas e o status de cada uma delas. À medida que as entregas são feitas, os cartões são movidos para o próximo estágio, ou seja, para a coluna seguinte.

Dica bônus: o Operand tem a Pauta Kanban, que te permite fazer uma gestão das atividades/iniciativas de um projeto de forma simples e prática.

 

#3 Timesheet

É uma ferramenta indispensável para medir a produtividade da equipe. Ela permite o cálculo da quantidade de tempo que o colaborador dedica para concluir uma determinada tarefa.

Sempre que ele iniciar uma nova atividade, deve “startar” no sistema ou na planilha, registrando o momento em que iniciou a produção. Ao fim, ele deve pausar o cálculo no sistema, contabilizando o tempo de trabalho dedicado à tarefa.

Na prática, o timesheet torna a gestão do tempo muito mais simples e prática, fornecendo ao gestor uma visão clara de como os profissionais e a equipe vêm se organizando para fazer as entregas.

Além disso, o timesheet permite que o gestor gere relatórios que norteiam as tomada de decisão e a precificação dos serviços e jobs.

 

#4 Pauta por Responsável

Como saber para quem determinada tarefa foi delegada? Imagine a situação em que você precisa cobrar por alguma coisa que está atrasada mas não se lembra nem para quem tal tarefa foi designada? Cenário pronto para o fracasso, certo?

Com uma ferramenta que te mostre a pauta diária, semanal e mensal de cada um dos colaboradores da sua equipe fica muito mais simples medir a produtividade.

 

#5 Relatórios

É o tipo de ferramenta que fornece uma visão completa do desempenho de cada equipe e da empresa como um todo. Com os dados organizados em documentos bem estruturados, o gestor tem condições de fazer uma gestão mais planejada, orientada para as demandas e desafios com os quais o time precisa lidar.

Os relatórios de gestão são essenciais para:

  • Registrar eventos, realizações e movimentações importantes;
  • Interpretar e avaliar o significado de tudo o que o consta nos relatórios;
  • Buscar possíveis caminhos e soluções para gargalos e dificuldades;
  • Apresentar recomendações a respeito de dado assunto de gestão, otimizando recursos e resultados.
  • Sem relatórios, não há como ter uma visão clara dos indicadores de produtividade. Saiba mais sobre relatórios de gestão aqui.

Enfim, essas foram apenas algumas dicas de ferramentas que podem te ajudar a medir a produtividade do time. Você usa alguma outra ferramenta? Comente aqui! 🙂

Sobre o Autor

é Graduada em Relações Públicas com pós-graduação em Marketing e Comunicação Estratégica, vem atuando na área nos últimos 8 anos. Hoje esta à frente da estratégias de Marketing da Operand, software de gestão de projetos para equipes criativas. Apaixonada por brainstormings, livros de romance e pela natureza, está sempre buscando melhorar o seu relacionamento com o meio-ambiente.

Você também pode curtir

Deixe um comentário