Como um dos conteúdos do especial #GPower, em homenagem ao mês em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, trazemos um pouco da trajetória de uma profissional de sucesso na área de Projetos

 

O Dia Internacional da Mulher é comemorado, em mais de 100 países, todo dia 8 de março, graças à uma luta centenária pelos direitos das mulheres. No entanto, o combate por igualdade não chegou ao fim. Ainda é preciso a cada ano, a cada dia, a cada momento, refletir sobre a nossa sociedade e pensar em maneiras de como podemos melhorá-la.

Um sinal positivo está em exemplos de mulheres que ganharam o mercado nos últimos anos e estão se destacando nas funções e inspirando outras profissionais. Na área de Gestão de Projetos, já possuímos cases de sucesso e decidimos compartilhar a história de um deles em homenagem ao dia das mulheres. Confira a seguir um pouco mais sobre a Diretora de Operações na Hogarth Brasil, Vanessa Mendes.

Vanessa é descrita por pessoas próximas a ela como uma gestora “humana”, a qual sabe motivar a equipe. “Sempre motivada e autoconfiante. Gerir um departamento de Operações inteiro, onde a grande maioria nessa posição se destaca sendo homens, é realmente inspirador vê-la trabalhando”, disse uma de suas colegas de trabalho.

A brasiliense é formada em propaganda e marketing, com MBA em Marketing pela FGV. Adquiriu ao longo de 15 anos em agências de publicidade, turismo e logística, amplo conhecimento da operação de atendimento e relacionamento com o cliente. Tem 10 anos de experiência em gestão de equipes, além de participação de projetos de expansão de franquias. Para mais de tudo isso, é hoje aberta à importância da Gestão de Projetos e está empenhada na melhoria de processos, técnicas e metodologias no ambiente de trabalho.

 

Processo não é burocracia

Vanessa Mendes contou que, como gestora, é responsável por difundir a ideia de que processo não é burocracia e sim uma forma de padronizar atividades. “Com essa mentalidade, torna possível a diminuição de atritos na rotina da equipe e dá a visibilidade de uma forma clara das responsabilidades de cada integrante”, disse.

Nas mudanças de processos das organizações, a Diretora de Operações admitiu que todo procedimento de implementação de uma nova metodologia ou ferramentas é um grande desafio. “Mexemos diretamente no ‘ways of working’ de cada um e geralmente isso provoca desconforto”, relatou.

Para resolver essa questão, Vanessa advertiu que os gestores precisam investir em treinamento e comunicação para esclarecer para todos os motivos do movimento, da mudança na maneira de conduzir os projetos.

Com essa mentalidade e engajamento em novas formas de trabalho, Vanessa já foi premiada junto com a Hogarth por diversos projetos, um dos mais recentes foi o Leão de Ouro no Festival Internacional de Criatividade de Cannes.

 

Desafios profissionais

A pergunta para Vanessa foi sobre as dificuldades que ela passou na carreira, mas a Diretora de Operações preferiu nomear como desafios, pois, afinal, ela disse ter aprendido algo em 100% dos casos. “É fato que alguns geram tristeza e desapontamentos, mas são com esses que eu aprendi que não tenho controle de tudo”, contou.

A disciplina de Gestão de Projetos é relativamente nova no mercado publicitário. Vanessa Mendes foi uma das profissionais que sentiram as dores na implementação no gerenciamento de processos.

Segundo a profissional, um dos grandes desafios foi na migração de Atendimento para Operações, onde disse ter passado por uma constante necessidade de provar que estava no lugar certo. “Foi um período que a “síndrome da fraude” me visitava com frequência”, revelou. “Isso foi passando com o tempo, a cada passo que eu dava na minha especialização, eu me sentia mais confiante”, completou.

 

Planos futuros

Quais são os desejos, sonhos e objetivos da nossa homenageada?

“São vários! Objetivos, sonhos, não dá para não ter. Tenho o privilégio de estar em uma empresa que preza muito pela qualidade de vida do time e isso contribui diretamente para a minha vida pessoal, principalmente, com a minha família. Estar perto deles é imprescindível e acompanhar a rotina da minha filha, de 13 anos, é algo que não abro mão. Melhorar sempre, estudar, aprender e trazer novidades que deixem a vida de todos mais fácil. Eu acredito muito em trabalho sem sofrimento, fora do caos. Dividir e repassar conhecimento me faz sentir que de alguma forma contribuo na trajetória das pessoas.”

Esse é o primeiro conteúdo do especial #GPower em homenagem ao mês das mulheres. Em breve, confira entrevistas, projetos de sucesso, roda de debate e muito mais!

Sobre o Autor

é jornalista formado no Centro Universitário de Brasília – UniCEUB. Analista de Comunicação no grupo Digitalks, Gabriel também tem experiência na área de jornalismo político. Trabalhou em agências de comunicação e na Câmara dos Deputados. Gosta de produzir conteúdos digitais e foca no Marketing Digital.

Você também pode curtir

Deixe um comentário